SAP MM – Localização Brasil – Processo de Subcontratação

SAP MM – Localização Brasil – Processo de Subcontratação

O Processo de Subcontratação consiste em disponibilizar insumos ou componentes ao Fornecedor subcontratado, o qual ficará responsável pela prestação de serviços de industrialização de um determinado Produto Acabado ou Produto Final.

Como exemplo, é possível imaginar que se faz necessário montar um Lap Top, mas sua Empresa não possui Know How para tal tarefa. Então um determinado Fornecedor é contratado para executar esta tarefa.

A primeira Etapa do Processo é encaminhar todos os Componentes que irão compor o Produto Final (Lap Top).
Uma forma mais eficaz de controlar as quantidades e especificações dos Componentes para a montagem final do Produto é através de uma Lista Técnica (Bill of Materials).

Ao encaminhar os componentes ao Fornecedor Subcontratado, é necessário emitir uma Nota Fiscal de Remessa para Industrialização, processo isento de impostos.

No Sistema SAP, é possível checar as quantidades em poder de terceiros (Fornecedor Subcontratado).

O Fornecedor recebe os componentes e os emprega em seu Processo Produtivo, gerando-se assim um Produto Acabado / Final.

A próxima Etapa é embalar e enviar os Produtos Finais a Empresa Contratante. Por lei, o Fornecedor deverá emitir uma ou duas Notas Fiscais a saber:

  • Nota Fiscal de Industrialização (onde são listados os Produtos Finais / Industrializados)
  • Nota Fiscal de Retorno Simbólico dos Componentes utilizados no Processo de Industrialização

Dependendo da Forma que o Fornecedor emitiu a(s) Nota(s) Fiscal(is), poderá ser feito apenas um Recebimento Físico ou dois Recebimentos.

No caso de apenas um Recebimento, tanto os Produtos Acabados quanto os Componentes darão entrada de uma só vez em uma mesma transação do SAP.

No caso de dois Recebimentos, serão utilizadas duas transações: uma para o Recebimento dos Produtos Acabados e outra para Baixa dos Componentes.

Em estoque agora é possível notar que não há mais componentes em poder do Fornecedor Subcontratado (supondo que o mesmo consumiu todos os Componentes) e também é possível ver que há novas quantidades de Produtos Acabados provenientes deste Processo de Subcontratação.

Por fim, deve-se receber a(s) Nota(s) Fiscal(is). Se o Recebimento Físico ocorreu em apenas uma Etapa, então neste momento será gerada uma Nota Fiscal com dois CFOPs diferentes: um para o Retorno Simbólico e outro para a Aquisição do Produto Industrializado. No caso de dois Recebimentos Físicos, a Nota Fiscal de Retorno Simbólico é criada automaticamente no momento do Recebimento dos Componentes e a Nota Fiscal de Aquisição do Produto Final (industrializado) é criada no momento da Revisão de Faturas (Recebimento Físico).

Esta é uma breve descrição do Funcionamento do Processo de Industrialização. A seguir, será possível checar seu funcionamento dentro do Sistema SAP.

É importante ressaltar que cada Empresa possui sua forma de efetuar seus Lançamentos Contábeis e tributações perante a Lei, e os exemplos aqui apresentados são meramente ilustrativos. Caso tenha alguma dúvida de como proceder em sua Empresa, procure as áreas Fiscais e Contábeis de sua Empresa.

Conheça o Fluxo do Processo de Subcontratação – Recebimento em 1 NF:

Conheça o Fluxo do Processo de Subcontratação – Recebimento em 2 NFs:

Assista ao Preview desta Vídeo Aula aqui:

Adquira as Apostilas deste Processo Aqui:

http://www.natsolutions.com.br/brazil-localization/30-apostila-bpp-processo-de-subcontratacao.html

http://www.natsolutions.com.br/brazil-localization/31-apostila-bpp-processo-de-subcontratacao-2.html

Adquira Vídeo Aula Completa Aqui:
http://www.natsolutions.com.br/sap-training/11-video-aula-processo-de-subcontratacao.html

%d blogueiros gostam disto: