SAP MM – Estrutura do Empreendimento

SAP MM – Estrutura do Empreendimento

Continuando com o processo de migração do site antigo, estou aproveitando para revisar alguns textos que eu havia postado no passado, porém com alguns pequenos ajustes / complementos, como segue:

Antes de estudarmos os Processos de Gerenciamento de Materiais, é imprescindível conhecer a Estrutura do Empreendimento da Empresa que se pretende  efetuar as movimentações, ou estudar os Processos Logísticos que ocorrerão na mesma.

A imagem abaixo ilustra como o SAP entende a Estrutura do Empreendimento:

estrutura do empreendimento

 

O que  é imprescindível saber:

 

Mandante

A forma mais fácil de entender o conceito de mandante é pensar em uma Raíz. É onde todos os dados de uma (ou mais) Empresa serão configurados / armazenados.

Em um Mandante, por exemplo, pode-se ter três Empresas devidamente configuradas e em um outro Mandante pode-se ter mais outras três.

Quando você loga no Sistema SAP, o Mandante é uma das primeiras informações que são necessárias fornecer na tela inicial do SAP Logon, conforme ilustra a imagem abaixo:

 

mandante

Os dados que são armazenados no Mandante 900 podem ser totalmente diferentes dos que estão armazenados no Mandante 700, por exemplo (considerando que são ambientes diferentes), mas podem ser exatamente iguais caso seja feita uma cópia de Mandantes (do 900 ao 700 por exemplo).

 

Empresa

De um ponto de vista prático, Empresa é uma estrutura totalmente organizada para fornecer bens de consumo, prestação de serviços, produção de produtos, entre outros, dependendo de seu ramo de atividade.

Uma Empresa é constituída de várias setores, departamentos, áreas, etc.

 

Centro / Filial

Toda Empresa precisa estar sediada em algum endereço. Uma Empresa poderá possuir mais de uma filial.

No SAP, cada filial (inclusive a matriz ou sede) necessita ser cadastrada ou representada através de um CENTRO ou PLANTA.

Dentro da Estrutura Organizacional, a Filial está no mesmo nível que Planta, pois compartilham das mesmas informações e funções.

No nosso exemplo, a Empresa SAPNAT INC. possui duas Filiais, uma em São Paulo e outra em Santa Catarina, podendo ser expandida a qualquer momento (inclusão de novos Centros / Plantas ou até mesmo inclusão de nova Empresa no Grupo).

Em São Paulo, situa-se a Matriz, responsável pela Produção ou aquisição de Produtos Finais (Produtos Acabados).

Em Santa Catarina, foi criada uma Filial responsável pela Distribuição dos mesmos Produtos Finais. A mesma funciona como um Centro de Distribuição Logístico, pois recebe Produtos Finais da Matriz, Armazena e os Vende aos Clientes Finais.

 

Organização de Compras

Pode-se pensar em Organização de Compras como um Escritório de Compras de uma Empresa, ou de uma Filial.

Uma Empresa poderá ter uma Organização de Compras responsável pelas compras de todas as Filiais (Compras Centralizadas), ou cada Filial poderá possuir sua própria Organização de Compras (Compras Descentralizadas).

No nosso exemplo, utilizamos um modelo de Compras Descentralizadas, ou seja, a Organização de Compras 0100 efetua Compras para o Centro 0100 (para todos os Tipos de Materiais (Matéria Prima, Semi Prontos, Materiais de Manutenção, Bens e Consumo, Serviços, Etc) e a Organização de Compras 0200 efetua Compras para o Centro 0200 (para os mesmos Tipos de Materiais elencados para o Centro 0100).

Cabe a cada Empresa formular como será a estruturação de sua área de Compras.

 

Grupo de Compras

Toda Organização de Compras necessita de Compradores. Geralmente, utilizamos um Grupo de Compras para representar um Comprador.

 

Depósito

Na Estrutura Organizacional da Empresa, é onde se pretende armazenar os produtos adquiridos ou produzidos em uma Empresa.  É possível criar diversos depósitos com o objetivo de separar estrategicamente produtos por Tipos ou pro grupos de materiais, por exemplo.

No nosso exemplo, a Empresa SAPNAT Inc. terá cinco Depósitos distintos para armazenar diversos Tipos de Produtos na Planta 0100 e dois Depósitos distintos na Planta 0200. É possível notar que um deles foi intitulado como “Armazém Geral”. A idéia é armazenar qualquer Tipo de material diferente de Produto Acabado, caso seja necessário.

Por se tratar de valores irrelevantes para a Empresa, bens de uso e consumo não serão armazenados, dispensando-se assim a necessidade de criação de um Depósito para este fim.

%d blogueiros gostam disto: