Como Usar BAPIS

Como Usar BAPIS

Conteúdo

 

INTRODUÇÃO

1.0 – Como pesquisar uma BAPI

2.0 – Testando e Mapeando uma BAPI

3.0 – Efetuando uma Sequência de Teste

5.0 – Uma Aplicação Simples

4.0 – Criando uma Especificação Funcional Simples

Considerações Finais

*Atenção, clique nas imagens para ampliá-las


INTRODUÇÃO

 

BAPIS são Módulos de Funções Standard SAP que possuem infinitas utilizações. Cada BAPI possui uma função específica totalmente desenvolvida pela SAP.

É comum solicitarmos aos programadores ABAP para desenvolver determinado código / programa para desempenhar diversas funções, sem ao menos pesquisar se dentro do SAP já existe ou não uma função Standard que atenderia plenamente nossas necessidades sem termos que re-inventar a roda.

Dessa forma, é importante ressaltar que a Pesquisa e a Utilização de BAPIS são boas práticas antes de efetuar qualquer desenvolvimento.

BAPIS quando comparadas com Batch Input são infinitamente superiores pelos seguintes principais motivos:

  • Não é necessário mapear todas as possíveis telas de erros e de avisos, assim como é feito no mapeamento do Batch Input
  • Se algum erro ocorrer durante o processamento, o Sistema poderá pular para a próxima etapa de processamento e ao término exibir um relatório de erros standard
  • BAPI costuma possuir uma velocidade de processamento superior quando comparado com Batch Input

 

Neste documento, serão apresentados os segredos para a perfeita utilização de BAPIS, a saber:

  • Serão descritos os procedimentos para pesquisa e mapeamento dos Campos pertencentes a uma determinada BAPI
  • Também será possível verificar como Testar um Módulo de Função (BAPI) antes mesmo de empregá-lo em um determinado Programa. Isso é muito vantajoso, pois é através dos testes que o usuário poderá criar sua Especificação Funcional
  • Por fim, será apresentada uma especificação funcional bem simples com o mapeamento dos campos necessários para se fazer um Programa de Carga de Saldos Iniciais.

 


1.0 – Como pesquisar uma BAPI

 

No menu SAP, digitar a Tcode BAPI:

Digite ENTER.

O Sistema deverá exibir a seguinte tela:


Note que o menu lateral é muito parecido com o menu do SAP

Para localizar as BAPIS disponíveis em MM clique em “Administração de Materiais”:

Como exemplo, testaremos a BAPI de movimentação de mercadorias, portanto, abara Administração de Estoque:

Com isso, você localizou o nome da BAPI que faz o trabalho: BAPI_GOODSMVT_CREATE

A próxima etapa é conhecer quais campos deverão ser preenchidos para que a BAPI funcione.

Comece com o Cabeçalho:

Monte uma planilha em Excel com estes campos, assim ficará mais fácil para montar a especificação funcional.

 

2.0 – Testando e Mapeando uma BAPI

 

Depois de analisar todos os campos, você poderá testar a BAPI e ir mapeando aos poucos, então abra outra janela e execute a Tcode SE37:

Execute a BAPI (Pressione F8):.

A seguinte tela deverá ser exibida:

Agora vem a parte chata, mapear o funcionamento da BAPI.

Inicialmente, vamos preencher o Cabeçalho do Documento de Material a ser criado.

Clique em:

A seguinte imagem deverá ser exibida:

Para preencher a estrutura, escolha uma melhor visualização clicando em:

A seguinte imagem deverá ser exibida:

Preencha os campos da BAPI:

Clique em:

Clique em:

 

Próxima etapa é preencher o Goodsmvt_Code.

A lista abaixo são as possíveis opções:

1. GM_Code 01: Goods receipt for purchase order
2. GM_Code 02: Goods receipt for production order
3. GM_Code 03: Goods issue
4. GM_Code 04: Transfer posting
5. GM_Code 05: Other goods receipt
6. GM_Code 06: Reversal of goods movements
7. GM_Code 07: Subsequent adjustment with regard to a subcontract order

No nosso caso, trata-se da opção 05:

Próxima etapa é preencher o Goods Moviment Item:

No caso, somente os seguintes campos foram preenchidos:

Analisando o Saldo em Estoque:

Nota-se que há saldo somente no Centro F001.

Uma vez que os dados foram preenchidos, é possível salvar o teste para futuras consultas. Clique em:

 

Indique um nome do teste para constar no diretório de teste

 

Para verificar os dados em futuras necessidades, clique em:

 

Ok, agora é possível executar a BAPI:

Pressionando F8

O sistema exibe o Resultado:

Verifique o Resultado em:

O Sistema criou um documento de material 49….3821.

Se o usuário checar a MB03

Receberá o seguinte erro:

Simples, a BAPI funcionou perfeitamente, porém, faltou o COMMIT.

 

3.0 – Efetuando uma Sequência de Teste

 

O que deve ser feito então ?

SE37:

 

Indicar uma sequência de Testes (BAPI + COMMIT)

 

Clique em:

 

O seguinte resultado deverá ser exibido:

 

Clique em:

Duplo clique em:

A imagem será exibida:

F8

Note que o Sistema gerou outro documento de material

Clique em:

 

A seguinte tela deverá ser exibida:

Pressione F8 para executar a próxima BAPI (COMMIT)

Note que não houve erro no retorno.

Vá para Transação MB03, note que o Sistema apresenta o número do Documento Gerado:

 

Ao digitar ENTER, nota-se que desta vez o Documento foi realmente criado:

 

 

 

 

 

Na transação MMBE:

 

Nota-se que agora há saldo no Centro E002 Empresa SN01.

Este exemplo é bem simples para entender o funcionamento de BAPI.

Faça seu próprio teste com outros movimentos, ou com entrada de mercadoria via Pedido de Compras (é claro que é um pouco mais complexo).

 

4.0 – Criando uma Especificação Funcional Simples

Agora que você já tem uma boa noção de como localizar e mapear uma BAPI, vamos agora verificar como criar uma Especificação Funcional da Carga Inicial de SALDOS via planilha em Excel, utilizando uma BAPI.

O objetivo é fazer com que o Programa SAP leia e interprete uma Planilha elaborada em Excel, coletando os campos necessários para que a BAPI Funcione.

A BAPI utilizada nesta Especificação Funcional é a mesma utilizada nos tópicos anteriores.

 

Especificação Funcional

 

Detalhamento

 

 
Titulo: Programa de Carga de Saldos Iniciais
Módulo: MM – Materials Management
Responsável Funcional: Natan Cavalcanti
ID: N/A
 
Tipo: Conversão – CATT
Tarefa: Novo
Complexidade: Baixa
Prioridade: Alta
Cópia de Standard: N/A
 
Descrição Breve: Programa de Conversão responsável pela Carga de Saldos Iniciais

 

 

 

1 – Descrição do Processo

Será desenvolvido um programa de conversão para efetuar Cargas de Saldos Iniciais no Estoque.

Deverá ser utilizada uma planilha em Excel como origem de dados.

 

2 – Requisitos de Segurança

Nenhum

 

3 – Fluxo do Processo

Criação de Planilha com dados de Saldos Iniciais de Estoque (provenientes de inventário inicial da Empresa / Centro) à Dados são importados pelo programa de conversão à Dados são transferidos para BAPI_BAPI_GOODSMVT_CREATE à Saldos de Materiais são atualizados de acordo com as Planilhas fornecidas.

 

 

4 – Tela de Seleção

Na tela de seleção o usuário deverá indicar o nome e o local de origem do arquivo a ser lido pelo programa de conversão.

 

5 – Relatórios e Formulários (SapScript) – Layout

Nenhum

 

6 – Interfaces e Conversões – Input/Output Arquivo Layout

O Arquivo de Entrada deverá ser salvo em CSV (origem poderá ser em Excel).

A seguir o layout do arquivo de entrada (aqui será apresentada no formato vertical, considerar que cada linha é na verdade uma coluna):

 

 

GOODSMVT_HEADER

Parâmetro Descrição Valor Origem
PSTNG_DATE Data Atual do Sistema Variável Planilha
DOC_DATE Data Atual do Sistema Variável Planilha
HEADER_TXT Texto de Cabeçalho Variável Planilha

 

GOODSMVT_CODE

Parâmetro Descrição Valor Origem
GM_CODE Código de Transação 05 Fixo

 

GOODSMVT_ITEM

Parâmetro Descrição Valor Origem
MATERIAL Código de Material Variável Planilha
PLANT Centro Variável Planilha
STGE_LOC Depósito Variável Planilha
BATCH Lote Variável Planilha
PROD_DATE Data de Produção Variável Planilha
MOVE_TYPE Tipo de Movimento 561 Valor Fixo
ENTRY_QNT Quantidade Variável Planilha

 

 

7 – Interfaces e Conversões Tipo de Processo (BI, Call Transaction, BAPI, IDOC)

N/A

 

 

8 – Interfaces e Conversões (Inbound) – SHDB

 

N/A

 

9 – Interfaces e Conversões – Erros

N/A

 

10 – On-Lines – Layout de Telas

N/A

 

11 – Dados para Testes

Para testes, utilizar os seguintes dados para efetuar Cargas de Saldos Iniciais:

 

Faça o download deste arquivo aqui:

 

O Documento em anexo deverá ser encaminhado ao usuário chave para preenchimento e orientação:

 

 

Faça o download deste arquivo aqui:


Considerações Finais

 

Agora que você já viu como se utiliza uma BAPI, poderá repetir os mesmos procedimentos para fixação. Em seguida, poderá testar outras BAPIS, são algumas BAPIS que eu considero importantes (dentro do Módulo MM):

 

  • MIRO automática
  • Criação e Ampliação de Materiais
  • Criação de Pedidos de Compras
  • Registro de Inventário
  • Entre outras

 

Mais uma vez, espero que este documento possa ser útil em alguma Etapa de sua longa e trabalhosa carreira de Trabalho e de muitas Descobertas no Mundo SAP.

 

Dúvidas, críticas, elogios ou sugestões: natan@sapnat.com.br

 

Obrigado !

🙂



 



%d blogueiros gostam disto: